Arquivo da tag: Bruno

Do que sentimos e não podemos dizer

Todos me contam, num olhar de acônito, como se eu estivesse errado, que um dia vai passar. Do que hoje é memória lúgubre amanhã é memória ferial. E que chega um tempo, que não sei qual o tempo, nem memória … Continuar lendo

Publicado em O Mundo de Bruno | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Das cartas que escrevi

Houve um tempo em que escrevi cartas. Melhor: houve um tempo em que eu mandava as cartas que escrevo. Carreguei, como num embornal, esperanças e sentimentos que nunca viram a vida fora do papel. Ali nasceram e morreram e jamais … Continuar lendo

Publicado em O Mundo de Bruno | Marcado com , , , , , , , , | 1 Comentário

Da fuga que fazemos de nós

Diante de um espelho oxidado, com um barbeador barato, desnudo em um banho frio, num banheiro apertado e fétido. Envolto com as diversas incertezas que a vida me deu, em troca das certezas vacilantes, como num escambo injusto. Não sou … Continuar lendo

Publicado em O Mundo de Bruno | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Não há nada além do que não há

Cinco da manhã, latas de lixoTodos os tabus vão despertarDeita meu amor, ainda é cedoPra que tanto amor desperdiçarE pra que sair diariamenteNão há nada além do que não háMais um guarda em cada esquinaUma guerra de rotinaDeita meu amor, … Continuar lendo

Publicado em O Mundo de Bruno | Marcado com , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Horizonte Vertical

Sem cortinas os olhos veem bem mais O horizonte vertical Recortando a luz que os olhos têm Vendo um cartão postal Ilusão ? Ali na colina Recria no olhar Uma cor Precisão Partia o dia Da rima Nascia Assim Numa … Continuar lendo

Publicado em O Mundo de Bruno | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Escuridão

Fábio Coala sempre entendo bem aquilo que passamos…. E fazendo nossos olhos suarem. =)

Publicado em O Mundo de Bruno | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Milton

“…espero um pouco mais e aprendi a ser como o machado que despreza o perfume do sândalo…” Eu não me lembro quando escutei Milton pela primeira vez, muito menos qual foi a primeira música. Provavelmente foi durante a adolescência, ou … Continuar lendo

Publicado em O Mundo de Bruno | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

I want to be alone (Dialogue)

I want to be alone I need to touch each stone Face the grave that I have grown I want to be Alone Before all the days are gone And darker walls are bent and torn To pass the time … Continuar lendo

Publicado em O Mundo de Bruno | Marcado com , , , , , , , , , | 1 Comentário

De lá até aqui

É preciso um momento de crise para nos fazer parar e observar os rumos que tomamos. E logo percebemos que desviamos do caminho anteriormente traçado. E que logo mais, permanecendo na caminhada, não chegaríamos a lugar algum. Esta última semana … Continuar lendo

Publicado em O Mundo de Bruno | Marcado com , , , , , , , , , , | 1 Comentário

Ah! O Som Imaginário…

Estou tentando há algumas horas escrever algo que introduza este vídeo. Não consegui. A única definição que posso dar: lindo. Não me canso de vê-lo.   O Som Imaginário foi um banda de apoio de Milton Nascimento. Foi criada na … Continuar lendo

Publicado em O Mundo de Bruno | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário