Arquivo da tag: Mundo de Bruno

Das cartas que escrevi

Houve um tempo em que escrevi cartas. Melhor: houve um tempo em que eu mandava as cartas que escrevo. Carreguei, como num embornal, esperanças e sentimentos que nunca viram a vida fora do papel. Ali nasceram e morreram e jamais … Continuar lendo

Publicado em O Mundo de Bruno | Marcado com , , , , , , , , | 1 Comentário

Da fuga que fazemos de nós

Diante de um espelho oxidado, com um barbeador barato, desnudo em um banho frio, num banheiro apertado e fétido. Envolto com as diversas incertezas que a vida me deu, em troca das certezas vacilantes, como num escambo injusto. Não sou … Continuar lendo

Publicado em O Mundo de Bruno | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Não há nada além do que não há

Cinco da manhã, latas de lixoTodos os tabus vão despertarDeita meu amor, ainda é cedoPra que tanto amor desperdiçarE pra que sair diariamenteNão há nada além do que não háMais um guarda em cada esquinaUma guerra de rotinaDeita meu amor, … Continuar lendo

Publicado em O Mundo de Bruno | Marcado com , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

A miséria da alma e do corpo

_ Mamãe, vende eu pra Dona Julieta, porque lá tem comida gostosa. Na inocência da pequena Vera, nos relatos de Carolina Maria de Jesus, vislumbramos os limites da vida humana, regrada à fome, à tristeza e à aflitiva incerteza do … Continuar lendo

Publicado em O Mundo de Bruno | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Jubiabá e o caminho para casa (ou o sentido para a vida)

Ninguém sabia a idade do velho pai-de-santo. Sabia-se que era velho, muito velho. Curava as mazelas do corpo e da alma. Encomendava defuntos. Preparava unguentos. Vestia e dançava com os Orixás. Ali era Pai Jubiabá, o feiticeiro, o socorro dos … Continuar lendo

Publicado em O Mundo de Bruno | Marcado com , , | Deixe um comentário

Escuridão

Fábio Coala sempre entendo bem aquilo que passamos…. E fazendo nossos olhos suarem. =)

Publicado em O Mundo de Bruno | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

De lá até aqui

É preciso um momento de crise para nos fazer parar e observar os rumos que tomamos. E logo percebemos que desviamos do caminho anteriormente traçado. E que logo mais, permanecendo na caminhada, não chegaríamos a lugar algum. Esta última semana … Continuar lendo

Publicado em O Mundo de Bruno | Marcado com , , , , , , , , , , | 1 Comentário

Ah! O Som Imaginário…

Estou tentando há algumas horas escrever algo que introduza este vídeo. Não consegui. A única definição que posso dar: lindo. Não me canso de vê-lo.   O Som Imaginário foi um banda de apoio de Milton Nascimento. Foi criada na … Continuar lendo

Publicado em O Mundo de Bruno | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

O padre cantor na vila dos reacionários (ou sobre como funciona o município de Formiga-MG)

  Formiga é um município mineiro, situado na mesorregião do Oeste de Minas, com 65128[1] habitantes distribuídos em uma área de 1503,8 Km²[2]. Fruto de uma paragem para viajantes que transitavam pela Picada de Goiás, possui 153 anos de emancipação … Continuar lendo

Publicado em O Mundo de Bruno | Marcado com , , , , , , , | 2 Comentários

Decepção

Decepção. Está resumida minha semana. Decepção com a capacidade das pessoas, com as opiniões, com as ações. É lamentável ver o quão reacionária é a sociedade brasileira e o quão longe ela está de alcançar prosperidade. Desejar um tratamento desumano … Continuar lendo

Publicado em O Mundo de Bruno | Marcado com , , , , , , | 1 Comentário